Roraima marca presença nas reuniões realizadas durante Conferência Nacional da Advocacia

Print Friendly

Olimpíada jurídica, congresso de defesa do consumidor e dia da jovem advocacia são as novidades apresentadas na Conferência

Além dos painéis e eventos especiais que acontecem durante a 23ª Conferência Nacional da Advocacia Brasileira, as comissões e a Escola Superior da Advocacia aproveitaram o momento para discutir pautas importantes de trabalho ao longo do próximo ano. E os representantes de Roraima participaram levando as demandas da advocacia do estado.

As Escolas Superiores da Advocacia tiveram a 11ª reunião administrativa do Conselho Consultivo da ENA e XXIV Encontro Nacional da ENA e ESA’s. De acordo com a presidente da ESA/RR, Michelle Evangelista, duas novidades foram apresentadas no evento e os profissionais de Roraima terão a oportunidade de participar.

Ela destaca, por exemplo, o lançamento da pós-graduação à distância de ‘Prática avançada na Advocacia’ que terá quatro eixos temáticos: advocacia nos tribunais superiores, aprimoramento técnico prático no primeiro grau, fundamentos teóricos e políticos da advocacia e do poder judiciário e gestão jurídica. Jovens advogadas e advogados ganham desconto especial.

Também foi anunciada aos presidentes de ESAs a realização da Olimpíada Jurídica que ocorrerá em 2018. O projeto é de autoria do advogado Paulo Nicholas, da OAB de Alagoas.

CONSUMIDOR
Outra reunião com a presença de Roraima foi da Comissão Nacional de Defesa do Consumidor. De acordo com o presidente da CDC de Roraima, Ronnie Brito, no encontro houve um balanço das campanhas que foram realizadas em 2016 e 2017, além de uma breve prestação de contas.

“Foram definidos alguns trabalhos que serão realizados no próximo ano, como a continuidade da campanha ‘Bagagem sem preço’, um realinhamento da campanha ‘Mero aborrecimento’ e a divulgação do Congresso jurídico de direito do consumidor, previsto para acontecer no primeiro semestre 2018. Esse encontro é inédito e o objetivo é reunir vários doutrinadores juízes e promover o maior evento na historia do sistema OAB sobre o direito do consumidor”, destacou Brito.

JOVEM ADVOCACIA
No Colégio de Presidentes de Comissões da Jovem Advocacia e no painel ‘A jovem advocacia e os desafios da atualidade’, os membros da comissão roraimense marcaram presença e foram homenageados.

Na pauta, houve discussões sobre campanha para o fim da cláusula de barreira, proposta de criação do Conselho Federal da jovem advocacia, campanha de incentivo de participação da mulher advogada na política institucional, avaliação da campanha de valorização da advocacia e sistematização e procedimentos da nomeação e arbitragem de honorários de dativos.

De Roraima, o presidente da Comissão da OAB/RR, Ângelo Peccini, apresentou a proposta sobre o dia nacional da jovem advocacia. “A ideia é termos uma data onde nacionalmente todas as Seccionais irão trabalhar no sentido de chamar a atenção do jovem profissional com mais afinco e o objetivo de minimizar as dificuldades. Temos sempre essa preocupação de auxiliar esse profissional a se inserir no mercado de forma correta, de forma ética, de forma a proteger o cidadão”, explicou.

MULHER
À convite das advogadas do Movimento da Mulher Advogada do Rio de Janeiro, a presidente da Comissão de Roraima, Clarissa Vencato, foi uma das debatedoras da roda de conversa sobre desafios da profissão para a advogada.

O contexto histórico dos 80 anos do sistema OAB sem uma efetiva participação feminina na política de ordem foi o tema abordado pela advogada roraimense. Ela explica que o objetivo da sua fala é refletir sobre a herança negativa que essa situação trouxe para a mulher advogada.

“O fato é que não se pode culpar essa atual geração por esses 80 anos de desigualdade, mas o que se busca hoje é recuperar esse tempo perdido, justamente por meio dessa política de encontro, do diálogo, do somatório de forças e, obviamente, com o apoio dos homens. Essa é uma pauta comum em todos os estados. É importante que surja e nasça esse movimento visando buscar a valorização”, observou.